BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Entretenimento Ciência & Saúde O que teria acontecido com os 96 sacos de excrementos deixados na Lua pela NASA?

JKA

O que teria acontecido com os 96 sacos de excrementos deixados na Lua pela NASA?

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

4f3af8ad369b39db123c357052acfe48

"Quem foi que disse que eles podem vir aqui, nas estrelas, fazer xixi?", já questionava Guilherme Arantes na música Xixi nas Estrelas, mesma em que ele diz que "se eles pensam que podem fazer aqui em cima o que fazem na Terra, estão redondamente enganados". Bom, parece que redondamente enganado estava mesmo o autor da ilustre canção, pois além de deixar pegadas na superfície lunar, os astronautas das missões Apollo também fizeram xixi e cocô na Lua. E agora, 50 anos depois, precisamos buscar 96 sacos de excrementos para descobrir o que aconteceu com eles após todo esse tempo.

A ideia de buscar as bolsas de fezes deixadas na Lua é verificar se ainda há algo vivo ali dentro. Fezes humanas, apesar de nojentas, são cheias de vida — cerca de 50% de suas massas é composta por bactérias, abrigando ali algumas das mais de mil espécies de micróbios que vivem em nossos intestinos. Ou seja: um pedaço de cocô é, na verdade, um ecossistema incrível.

Além de fezes, as sacolas de dejetos deixadas pelos astronautas das missões Apollo também têm urina, restos de comida, vômitos e demais resíduos do tipo e assim que a NASA conseguir voltar presencialmente ao nosso satélite natural, seus cientistas terão em mãos um montão de lixo humano que permaneceu na Lua por várias décadas para descobrir o quão resiliente é a vida no inóspito ambiente lunar. E, caso micróbios tenham sobrevivido, será que eles também sobreviveriam a viagens interestelares, semeando a vida em todo o universo?

9d56775fccc70e0746f8eadd12c7e813


Quando, como e por que astronautas deixaram fezes na Lua

Durante o programa Apollo, a NASA levou seis missões tripuladas para pousar em nosso satélite natural: Apollo 11 em 1969, Apollo 12 em 1969, Apollo 14 em 1971, Apollo 15 em 1971, Apollo 16 em 1972, e a Apollo 17 em 1972. Como cada uma dessas missões contava com três astronautas, mas somente dois pousaram na Lua por vez (o terceiro ficava no módulo orbital enquanto a dupla explorava a superfície), um total de 12 pessoas tiveram o privilégio de colocar os pés no regolito lunar: Neil Armstrong, Buzz Aldrin, Pete Conrad, Alan Bean, Alan Shepard, Edgar Mitchell, David Scott, James Irwin, John Young, Charles Duke, Eugene Cernan e Harrison Schmitt. E, bem, senão todos, boa parte deles certamente sentiu vontade de "encher as fraldas" enquanto saltitavam curtindo a microgravidade lunar. Sim, fraldas.

Na época das missões Apollo, a solução encontrada pela NASA para que os astronautas fizessem suas necessidades fisiológicas de maneira segura foi acoplar uma sacola de plástico nas nádegas para capturar as fezes diretamente, sem que o excremento entrasse em contato com o ambiente. Mas isso valia para os momentos em que os astronautas estavam dentro de suas naves, apenas. Então, o que fazer se desse uma vontade incontrolável de fazer um "número 2" enquanto estavam explorando a superfície lunar? Bem, a NASA desenvolveu e forneceu aos astronautas uma "vestimenta de máxima absorção" para "contenção fecal". Em outras palavras, os astronautas que entraram para a história pisando na Lua o fizeram enquanto usavam fraldas.

Em 1969, quando Neil Armstrong desceu à superfície lunar e se tornou a primeira pessoa a deixar pegadas na Lua, uma foto tirada por ele mostra uma paisagem repleta de crateras, com um saco de lixo branco aparecendo logo ao lado do módulo de pouso. Seria essa uma das fatídicas "bolsas de cocô" deixadas por eles? Bom, seu colega Buzz Aldrin não confirmou (ou negou) essa suspeita, mas é fato que eles, bem como os outros astronautas que pisaram em nosso satélite natural, deixaram sacos de resíduos humanos por lá.

 

Fonte: Patrícia Gnipper - Canaltech

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos