BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Entretenimento Ciência & Saúde Combinação perigosa: Toranja pode causar overdose em quem usa medicamentos contínuos e ser fatal

Combinação perigosa: Toranja pode causar overdose em quem usa medicamentos contínuos e ser fatal

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

toranja

Você sabia que a toranja pode ser realmente muito perigosa para quem está em um tratamento contínuo de remédios? Sim, ela pode forçar o seu organismo a ter uma overdose! Em 1998, um grupo de pesquisadores decidiu fazer um estudo sobre a interação entre felodipina, uma droga que combate a hipertensão, e etanol. Eles acreditavam que "uma quantidade não-embriagante" do etanol aumentaria a eficácia da felodipina.

O etanol é o famoso álcool usado em bebidas, portanto, por ser inseguro e desagradáveis em excesso, os pesquisadores responsáveis ​​pelo estudo criaram uma maneira de mascarar o seu sabor. Eles decidiram usar o suco de toranja, confiando que os participantes do estudo não perceberiam a pequena dosagem.

Depois de analisarem os resultados, os pesquisadores ficaram intrigados. Eles haviam controlado a quantidade de droga que os participantes ingeriram, mas elas ainda estavam presentes no sangue do participante em níveis cinco vezes maiores do que eles esperavam. Como isso aconteceu tanto nas dosagens que haviam álcool, e as isentas dele, o etanol foi descartado como culpado. Depois de várias análises, eles concluíram que o suco de toranja inundou o organismo dos participantes com as drogas, potencializando-as.

Hoje em dia, existe uma lista de 85 medicamentos diferentes que interagem significativamente com toranja. Na maioria dos casos, o suco provoca sobredosagens. O corpo, obviamente, não faz uma seleção do que precisa ou não ser ativado no intestino. Há um exército de sistemas projetados para quebrar qualquer coisa que uma pessoa consuma.

Entre este exército, está o citocromo P450 3A4 ou CYP3A4. É uma enzima que “rasga” medicamentos ao meio. Dosagens corretas de drogas são calculadas com esta enzima em mente. Através da experimentação, os pesquisadores são capazes de estimar um balanço para essa dosagem. O suco de toranja bloqueia essas enzimas. Sem o controle do CYP3A4, uma dose muito maior do medicamento invade o organismo. Apenas um copo de suco de toranja pela manhã seria o suficiente para uma superdosagem.

Pode ocorrer também o efeito reverso, pois a desregulação que o suco de toranja causa no organismo, pode alterar o metabolismo. Com isso, alguns medicamentos não são transportados corretamente para a corrente sanguínea. Tudo varia do organismo individual da pessoa, já que o suco dessa fruta pode aumentar em até cinco vezes o efeito de uma droga, ou até mesmo anulá-lo.

A toranja não é a única vilã dos medicamentos contínuos. Outras frutas cítricas, como laranjas e limões, têm o mesmo efeito, mas em graus muito menores. A toranja tem um nível muito maior de ácido cítrico, sendo assim, a mais perigosa.

Nunca beba suco ou coma toranja se estiver consumindo medicamentos. A combinação pode ser muito perigosa!

Fonte: Jornal Ciência

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Novos Vídeos