BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Brasil e Mundo Número de vítimas civis de atentados no Afeganistão bate recorde em 2017

JKA

Número de vítimas civis de atentados no Afeganistão bate recorde em 2017

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

policiais-afegaos

Policiais fazem cerco contra terroristas que atacaram sede da ONG Save the Children, em Jalalabad, no Afeganistão, nesta quarta-feira (24) (Foto: Parwiz/ Reuters)

Quase 2.300 civis morreram ou ficaram feridos em atentados no Afeganistão em 2017, o balanço mais grave registrado durante o conflito no país, informou a ONU nesta quinta-feira (15).

Um total de 57 ataques suicidas e outras formas de atentado deixaram 605 mortos e 1.690 feridos, anunciou a Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (Unama) em seu relatório anual sobre as vítimas civis.

Os atentados se tornaram, ao lado das minas e outros artefatos explosivos, a primeira causa de mortes e ferimentos no conflito, à frente dos combates terrestres.

"Esta tendência se confirma em 2018", destacou o representante especial da ONU Tadamichi Yamamoto, ao recordar que três grandes atentados na capital afegã e outro contra a ONG britânica Save the Children em Jalalabad (leste) deixaram mais de 130 mortos e 250 feridos no final de janeiro.

Pelo quarto ano consecutivo, o balanço anual de 3.438 mortos e 7.015 feridos supera a barreira das 10 mil vítimas - 10.453 no total em 2017 -, apesar de uma queda de 9% na comparação com 2016, principalmente em consequência da redução dos confrontos diretos entre insurgentes e forças do governo.

 

Do G1

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos