BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Brasil e Mundo Câmara aprova abertura do processo do impeachment de Dilma Rousseff

Câmara aprova abertura do processo do impeachment de Dilma Rousseff

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

imp1

Após a sessão mais longa de trabalhos na história da Câmara dos Deputados em Brasília, a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), foi aprovada. A votação terminou com 367 votos a favor e 145 contra neste domingo (17).

 

 

O último voto a favor do prosseguimento do rito de impeachment foi dado pelo deputado Bruno Araújo (PSDB-PE).

A votação da Câmara não significa o afastamento imediato da petista do governo brasileiro. A decisão dos deputados precisa agora ser confirmada por maioria simples no Senado. Os trabalhos devem acontecer até o início de maio.

 imp2

Na primeira etapa do processo de votação, que durou 43 horas, cerca de 120 deputados discursaram. A votação seguiu a ordem Norte-Sul, alternada por estados. Sendo assim, o primeiro estado a votar foi Roraima e Alagoas o último. Dentro deles, a ordem de votação entre os deputados foi alfabética.

A presidente Dilma Rousseff assistiu à votação na biblioteca do Palácio do Planalto ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com a Folha de S. Paulo, a petista se mostrou decepcionada com os votos de políticos tido como aliados, como o do ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR-AM).

As traições no PSD também frustraram o governo petista, que culpou os presidentes nacionais do partido, Gilberto Kassab, e do PP, Ciro Nogueira. “Como é que alguém consegue falar que quer acabar com a corrupção olhando para Eduardo Cunha?”, questionou Dilma.

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou hoje (17) a abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A votação ainda não terminou, mas já atingiu os 342 votos favoráveis necessários para dar continuidade ao processo de afastamento da presidenta.

A votação

A sessão de hoje foi aberta às 14h pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Após manifestações do relator da Comissão Especial do Impeachment, deputado Jovair Arantes (PTB-GO), de líderes partidários e representantes da minoria e do governo, a votação começou por volta de 17h45.

Fonte: Yahoo Notícias

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Novos Vídeos