BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Curiosidades de Itápolis Paineira, símbolo de Itápolis, está em tempo de floração

Loca lead

Paineira, símbolo de Itápolis, está em tempo de floração

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

busto-ze

Por sua rara beleza presente em vários pontos da cidade a Paineira se tornou uma referência em Itápolis, essa associação com da cidade com a árvore também se deve ao sucesso da música Paineira Velha composta pelo grande artista itapolitano José Fortuna.

Na letra da canção, Zé Fortuna relata: “Paineira velha na sua sombra, com minha amada fui tão feliz, colhendo as flores que você dava. Paineira velha fiel amiga, nossos destinos são sempre iguais, se estou contente você floresce, quando eu padeço suas flores caem”, relembrando assim o passado vivido no Bairro da Aldeia. Da Assessoria Municipal (Foto: J.R-Arquivo Revistanet)

Um dos locais do município onde a Paineira floresce é a Praça Roberto Del Guércio, onde há também um busto homenageando o cantor e compositor José Fortuna. Outro local onde está presente um belo exemplar da Paineira, árvore pertencente ao gênero Ceiba da família Malvaceae, é a estrada Vicinal Antonio Coletti que liga Itápolis a Tapinas.

Conheça a letra da música gravada por Zé Fortuna e Pitangueira, Paineira Velha:
Paineira velha abandonada
lá na estrada de meu sertão
Tens uma história de meu passado
que está guardada no meu coração
Eu a encontrei eras pequena
Em meio ao mato onde nasceu
Todas as tardes eu a regava
E assim depressa você cresceu

Paineira velha na sua sombra
Com minha amada fui tão feliz
Colhendo as flores que você dava
Mas o destino assim não quis
E numa tarde você murchou
E o canarinho emudeceu
Hoje o seu tronco só encontrei
O nome dela e um adeus

Paineira velha daqueles tempos
Já se passaram muitos janeiros
Ainda és tão boa tua sombra amiga
Hoje é pousada dos boiadeiros
Já não existe mais o terreiro
No meu ranchinho o cipó cobriu
E a sua casca cresceu de novo
O nome dela também sumiu

Paineira velha fiel amiga
Nossos destinos são sempre iguais
Se estou contente você floresce
Quando eu padeço suas flores caem
Nascemos juntos paineira velha
Vamos morrer nesta união
De vossos galhos quero uma cruz
De sua madeira quero caixão

Comente:

Novos Vídeos