BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Esportes Ceará e Oeste desperdiçam muitas oportunidades e empatam no Castelão

Ceará e Oeste desperdiçam muitas oportunidades e empatam no Castelão

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

age20150926299

Ceará e Oeste desperdiçaram muitas chances e ficaram no 1 a 1 (Foto: LC Moreira/Estadão Conteúdo)

A vida do Ceará fica mais dramática a cada rodada. A torcida compareceu em bom número no Castelão, com mais de 22 mil pagantes, o Macaé perdeu na abertura da rodada, mas o Vovô não soube aproveitar o momento. O Oeste soube aproveitar os contragolpes e só não saiu de Fortaleza com uma vitória porque a trave e o goleiro Luís Carlos impediram. No final, o empate por 1 a 1 deste sábado, pela 28ª rodada da Série B, foi celebrado pelos paulistas e deixou os cearenses frustrados.

Kahê abriu o placar para os visitantes, aos 35 minutos da segunda etapa. Rafael Costa conseguiu o empate para o Ceará ainda na primeira etapa, aos 47 minutos. No segundo tempo, as duas equipes tiveram boas oportunidades, e o Rubrão quase conseguiu a vitória nos minutos finais, mas não evitou a igualdade no placar.

Com o resultado, o terceiro seguido do Oeste, a equipe de Roberto Cavalo se mantém na 14ª posição, agora com 34 pontos. O Ceará chega ao quarto jogo seguido sem vitória e permanece na 17ª colocação, com 26 pontos, cinco atrás do Macaé, primeira equipe fora da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Alvinegro encara o Luverdense, nesta terça, novamente no Castelão. O Oeste recebe o Náutico, no próximo sábado, em Osasco.

O jogo
O Ceará estava disposto a retribuir o apoio de seu torcedor. Não bastaram quatro minutos para o artilheiro Rafael Costa desperdiçar duas boas chances, em chegadas pela direita. Era o sinal de como seria o jogo. O Vovô tinha mais posse de bola, mas cedia espaços. E o Oeste os aproveitava. Como aos 13 minutos, quando Mazinho quase abriu o placar em uma finalização de cobertura. E como aos 35, quando Kahê recebeu na área, dividiu com Luís Carlos e levou a melhor: 1 a 0 para o Rubrão. O Ceará não se abateu. Conseguiu reagir ainda no primeiro tempo, em mais uma tentativa de Rafael Costa que, aos 47, subiu livre entre os zagueiros e empatou a partida com uma cabeçada: 1 a 1.

O panorama não se alterou na segunda etapa. A única diferença foi a intensidade do domínio alvinegro. O Ceará se jogou para frente e perdeu grandes oportunidades com boas chegadas de Ricardinho e Mazola nos primeiros minutos. E quase pagou caro por isso. O Oeste manteve a marcação firme para aproveitar a velocidade de Mazinho e Wagninho e esteve mais perto da vitória do que os donos da casa. Renato Xavier colocou a bola no travessão aos 41 minutos, em cobrança de falta, e Mazinho obrigou Luís Carlos a fazer excelente defesa dois minutos depois.

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Novos Vídeos