BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Cidades Gerais 'Atitude incrível', diz dona de gato resgatado por bombeiro com máscara de oxigênio após incêndio

'Atitude incrível', diz dona de gato resgatado por bombeiro com máscara de oxigênio após incêndio

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

gato

A autônoma Cristina de Souza de 47 anos teria vários motivos para lamentar após o incêndio da última sexta-feira (1º), em Marília, que destruiu sua casa. Mas ao ter de volta são e salvo o gato de estimação encontrado nos escombros já desacordado e reanimado com uma máscara de oxigênio, a mulher só consegue agradecer a atitude do bombeiro que fez o resgate.

Cristina explica que o gato está bem e que apenas tosse um pouco à noite, talvez como efeito da quantidade de fumaça inalada. Após o resgate, o gato Julu foi levado a uma clínica veterinária, onde ficou em observação até sábado (2).

“A atitude do Fernando [bombeiro autor do resgate] foi incrível e maravilhosa. Na sala e no banheiro tive perda total, a cozinha e quarto foram atingidos pelas chamas, mas o principal, que era o meu gato, foi salvo, e é isso o que importa”, diz a autônoma.

gato2

O sargento Marcos Fernando Alves, autor do salvamento, diz entender a aflição das pessoas em situações como essa — Foto: Ana Carolina Levorato/TV TEM

Cristina, que trabalha como artesã, perdeu praticamente tudo que tinha dentro da casa, inclusive seu material de trabalho. Ela ainda precisou deixar o imóvel alugado da Avenida João Ramalho para morar com a mãe. Para o lar provisório, ela já levou Julu, de oito meses, o gato a quem ela considera como “um filho”.

A mulher explica que adotou o Julu ainda filhote, quando ele estava numa caixinha de papelão sendo oferecido por uma mulher em frente a uma igreja. Ela diz que a opção pela adoção surgiu porque ele era “pretinho”. “As pessoas só querem gato branco de olhos azuis e sei que os pretinhos quase sempre ficam abandonados”, explica Cristina.

A artesã também elogia o sargento Marcos Fernando Alves por sua atitude de “psicólogo” durante os trabalhos de combate às chamas e de rescaldo na casa destruída.

“Ele soube nos tranquilizar diante da possibilidade de encontrarmos o Julu morto. Ele conversou com a gente, nos acalmou, porque sabia que eu não queria ver o pior. Acho que ele deve ter curso de psicologia”, brincou a mulher.

O sargento Marcos Fernando Alves explica que ao encontrar o gato desacordado e debilitado pelo excesso de fumaça inalada, decidiu usar no felino o cilindro de oxigênio que é projetado para ser usado em humanos.

Alves diz entender a aflição das pessoas em situações como essa e até pediu para que a mulher lhe enviasse fotos do gato para ele poder acompanhar a recuperação do animal que ele ajudou a salvar.

“A gente está sempre disposto a atender todo tipo de solicitação. A Cristina disse que o gato faz parte da família e eu sei que, apesar das perdas, ela ficou tranquilizada ao saber que o seu ‘filho’ estava vivo”, disse o bombeiro. (TVTem)

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos