BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Cidades Gerais
JKA

Dicas de como beijar melhor...

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

No beijo você percebe quem a pessoa é, você sente de que substância ela é feita. Observe como uma pessoa beija e saiba quem ela é. O beijo é um parâmetro de afinidade. Um beijo bom significa muita coisa, ele significa que em outros níveis o contato de vocês pode ser muito bom também. O beijo é um marco no seu encontro amoroso. Você conversa, toca a outra pessoa, mas quando beija muda alguma coisa. É o começo de uma nova etapa. Você se entrega, se mistura.

Quando você beija, sente o gosto não só da saliva, sente o gosto da alma.
Texto de Sergio Savian

No beijo você percebe quem a pessoa é, você sente de que substância ela é feita. Observe como uma pessoa beija e saiba quem ela é. O beijo é um parâmetro de afinidade. Um beijo bom significa muita coisa, ele significa que em outros níveis o contato de vocês pode ser muito bom também. O beijo é um marco no seu encontro amoroso. Você conversa, toca a outra pessoa, mas quando beija muda alguma coisa. É o começo de uma nova etapa. Você se entrega, se mistura.
 
Para cada um o beijo tem significado diferente. Conheço gente que é capaz de fazer sexo e não beijar, reservando o beijo para ocasiões muito especiais. Dizem que só beijam quando estão amando. Para outras pessoas é o que menos compromete. Beijam muita gente, sem que isso signifique nada além de prazer. A verdade é que beijar é uma das delícias da vida, e por isso mesmo vale a pena fazê-lo bem.

Quem nunca beijou fica na expectativa de como será. E você só aprende beijar,  beijando. Não há outro jeito, não há curso, não há aula nem livro que ensine isso.
Você manifesta o desejo de beijar olhando para a boca ou se aproximando da outra pessoa. Faça com que esse momento seja bem especial: você está conversando, o papo está bom e já existe a vontade de chegar mais perto, de abraçar. Talvez haja abertura para que você a(o) beije. Deixe sua boca suave, umedecida.

O jeito como você gosta de beijar tem que ser compatível com o beijo do outro. Beijando você sente se quer ou não quer continuar com a pessoa. Tem gente que gosta de beijar bem molhado, outras pessoas têm o beijo mais sequinho. Tem gente que enfia a língua na sua boca e não quer saber de tirá-la dali.
Há aqueles também que têm a boca meio dura, sem coordenação. Você sente os dentes da pessoa. Aí é jogo duro. Normalmente essas bocas duras pertencem a pessoas bastante rígidas em suas personalidades.

Tem o beijo de quem fuma, que tem aquele gosto desagradável de tabaco usado. Cantores, radialistas, palestrantes, enfim, todos os que trabalham com a voz tendem a ter um beijo bom. Suas bocas têm tônus e flexibilidade. Existem muitas formas de beijar, e na hora do beijo você sente qual é a conexão que vai ter com a pessoa. Você percebe se é um encontro qualquer ou se você tem vontade de beijar mais, de namorar.

Você pode começar de forma suave, sentindo bem os lábios do outro. Pequenos beijos secos no começo e, pouco a pouco, vá molhando. A ponta da sua língua pode tocar levemente a ponta da língua dela(e).Você pode então pressionar mais os lábios nos lábios dela(e). De suave, o beijo passa para um ritmo mais forte. Nesse momento as línguas já se misturam. Tente o equilíbrio entre as incursões de sua língua na boca dela(e) e vice-versa. Viaje nisso. Feche os olhos e entregue-se.

Sinta todo o seu corpo beijando o corpo dela(e). Seu peito beijando o peito dela(e). Seu sexo beijando o sexo dela(e). Respire.
Dê um beijo que tenha o tempo da eternidade. Mas mude o ritmo de vez em quando. Explore outro repertório. Sempre há um jeito novo de beijar, principalmente porque cada pessoa tem um jeito único de ser. Se você estiver muito afoito, por exemplo, volte a beijar de forma mais suave. É bem legal. Todo o tesão que você está sentindo, equilibre-o agora em um beijo suave.
 
Beije também com seu olhar. Olhe beijando. Passe os lábios secos suavemente no rosto do outro. Beijinhos no pescoço, atrás da orelha. Beijo os olhos. Que sublime! Isso aumenta muito o tesão. Deixe os seus lábios se deliciarem com os lábios dela(e). Suas línguas fazem uma dança perfeita. A respiração está ofegante e você imagina que, se existe o céu, você está nele. Sinta-se agradecido por esse momento tão especial. Todo o seu corpo vibra de tesão, de emoção por esse encontro.
Cada beijo seu, não importa a sua idade, pode ter a emoção do primeiro beijo.

Os lábios, a língua e toda a musculatura que participa dos movimentos da boca devem ser trabalhados para melhorar a sua condição de beijar. O senso de meditação também é bem importante para relaxar no momento. No beijo, quanto mais você se entrega, mais gostoso fica. O beijo é muito bom quando está com tesão.

O melhor beijo é aquele que você dá quando seu coração está aberto. Portanto, quando tem afeto. Existem bocas mais bem preparadas para o beijo: o relaxamento e a tonicidade devem estar bem equilibrados. Um bom beijo faz você perder muitas calorias, portanto ajuda a manter a forma.


Tipos de beijos

Existem vários tipos de beijo e cada um deles tem a ver com a personalidade de quem beija.

BV. Para quem não sabe é boca virgem - quem nunca beijou costuma ter vergonha e fica preocupado em ser descoberto por isso. Será que quando eu beijar, vou dar esta bandeira?

Beijo selinho. É um beijo bem sequinho, sem muito compromisso. Muita gente o usa para cumprimentar amigos e amigas. Ou pode ser o começo de uma história ou de um grande beijo.

Beijo seco. É o começo. Vc está experimentando a outra pessoa. Mas, se ficar só nisso indica que está com medo de se entregar.
Com os olhos abertos . Este tipo de pessoa pode estar no controle, querendo saber tudo o que passa com o outro ou com o que está se passando em torno. Às vezes beijar olhos nos olhos também pode ser muito bom, sublime.
Beijo rápido. Ansiedade, falta de entrega. Uma das coisas mais deliciosas no beijo é exatamente quando você beija sem pressa, com meditação, totalmente inteiro naquilo que está fazendo.

Beijo demorado. Entrega total. Capacidade de desfrutar do momento presente. Beijo de todo o corpo. O melhor beijo é aquele que você dá com todo o seu corpo envolvido, dos pés à cabeça. As mãos percorrem o corpo, o rosto, os cabelos da outra pessoa.

Beijo de língua. Depois de experimentar o contato dos lábios é bem interessante que se use a língua no beijo. Mas tem que fazer pouco a pouco. Pessoas que vão de cara com a língua dentro da boca do outro podem estar sendo precipitadas e invasivas.

Beijo sem a participação da língua. Aí fica faltando algo. Pouco sexual, tímido, pouco compromisso.
Sugando a língua. É o tipo do beijo desesperado, querendo engolir a outra pessoa. Eventualmente, quando há muito desejo sexual, pode ser muito bom.
Intercâmbio da língua. É muito bom. Quando o casal vai revezando, cada hora é um que coloca a língua na boca do outro. Há um equilíbrio nisso.

Boca mole A pessoa não está muito presente no beijo. Espera muito do outro.

Boca rígida, dura. Pertence a uma pessoa de personalidade rígida, que quer tudo do seu jeito, crítico. Pessoas reprimidas, com medo de se entregar.

Boca macia. Pessoas mais românticas ou sensíveis.

Beijo molhado. Em algum momento o beijo fica mais molhado, mas se, de cara, o beijo já começa assim, pode ser bem desagradável e até repugnante.

Beijo afoito. São pessoas que querem devorar o outro. Não respiram direito e atropelam o momento.

Beijo com mordida. Acontece no contexto de um sexo mais animal, relacionando-o com um pouco de dor. Sádico.

Beijos suaves
Beijos inocentes
Beijos puros
Beijo com o olhar
Beijos putos
Beijos criativos
Beijos sem tempero
Beijos com gosto de nada
Beijos intrigantes, misteriosos
Beijo com sabor de quero mais
Beijos que impactam
Beijo com o sabor da eternidade
Beijos românticos
Serial kisser
Beijos molhados
Beijo babão
Selinho
Boca dura
Língua de mão única
Beijo de língua
Boca fechada
Boca mole
Boca preparada
BV
O primeiro beijo
Roubar o beijo
Pedir o beijo
Oferecer a boca
Casamento sem beijo
Sexo com beijo
Sexo sem beijo
Beijar o rosto
Beijar a nuca
Beijar os olhos
Beijar o corpo
Os dentes
O hálito
O que você fala
O que sai da sua boca
A alimentação
O cigarro
Beijo com paixão
Beijo sem paixão
Beijo burocrático
Beijo com os olhos fechados
Beijo com os olhos abertos
Beijo na rua
Beijo no cinema
Beijo na portaria do prédio
Beijo no shopping
Beijo proibido
Beijo no carro
Beijo na rua
Beijo no altar
Primeiro beijo
Depois do beijo
Beijo tântrico
Beijo cinematográfico
Beijo na chuva
Beijo na praia
Mau hálito
Bom hálito
Beijo com afeto
Casamento sem beijo
Beijo de Judas
Beijo do vampiro


Como melhorar o seu beijo?

Existem exercícios que preparam a sua boca para um bom beijo. Estes exercícios envolvem os músculos do pescoço, do maxilar, dos lábios e da língua. Quanto mais flexibilidade você tem na sua boca, melhor o beijo.

Vamos começar agora a nossa ginástica do beijo.

Sente-se num lugar confortável, com a coluna reta e os braços soltos.

Pescoço - Solte bem devagar a cabeça em direção ao ombro direito. Respire nessa posição e vá com a cabeça para o outro lado, em direção ao ombro esquerdo. Depois olhe para o lado direito, por cima do ombro. Respire. Olhe por cima do ombro esquerdo. Respire. Solte a cabeça para a frente, estirando a nuca. Vá com a cabeça para trás, alongando o pescoço. Respire. Gire a cabeça para um lado e depois para o outro. Pronto, você soltou seu pescoço.

Massagem - Massageie a face com a ponta dos dedos. Em torno da boca, maxilar, mandíbula, ao redor das orelhas, ao lado do nariz, abaixo dos olhos. Massageie a garganta e o pescoço. Com a palma das mãos massageie o meio do peito. Legal. Solte sempre o ar. Solte a tensão. Talvez você tenha vontade de bocejar, e isso é bom. Assim estará descarregando a tensão.

Lábios - Inspire e solte o ar pela boca, movimentando os lábios para fora, feito criança. Fique beiçudo. De novo, inspire e solte o ar pela boca, deixando os lábios soltos. Beijinhos - Faça um biquinho e dê beijinhos no ar, bem pequeninos. Vários beijinhos, tonificando os lábios.

Lábios - Com a boca fechada, sem mostrar os dentes, faça o movimento de esticá-la, como se fosse dar risada, e depois faça biquinho. Respire pelo nariz e continue fazendo esse movimento.

Lábios - Faça o mesmo movimento, mas agora mostrando os dentes. Estique os cantos da boca ao máximo e contraia os lábios fazendo um beição para a frente.

Caretas - Faça caretas envolvendo principalmente a boca, os lábios e a língua.Língua - A língua durinha bem para fora da boca. E depois para dentro. Para fora e para dentro muitas vezes.

Língua - A língua para fora e para a direita e depois para a esquerda. Para a direita e para a esquerda. Legal. Descanse e respire.

Língua - Agora, língua para fora e para baixo, sobre o lábio inferior, e para cima, tentando tocar o nariz. Para baixo e para cima, várias vezes. Respire sempre.

Kung fu da língua
 
Mastigando - Faça movimentos com a boca como se estivesse mastigando de boca aberta, quanto mais aberta melhor. Exercite esses músculos.

Sinta - Feche os olhos e sinta sua boca, seus lábios, sua língua. Fazendo esses exercícios você estará trabalhando a boca para ficar relaxada por um lado e tonificada por outro, o que é super importante no beijo. No beijo às vezes você é delicado e suave, noutras vezes está bem afoito. E nada como uma boca preparada, exercitada para isso.

Trabalho corporal para o beijo

1.    Chacoalhando o corpo                       
2.    Caretas. Boca e língua
2.    Soltando o som e palavras sem sentido
3.    Soltando os lábios
4.    Soltando a cabeça e o pescoço                   
5.    Massageando o pescoço, maxilar  e face
6.    Movendo a língua ( frente e trás, laterais, em cima/baixo)   
7.    Lábios (bicos)
8.    Kung Fu da língua                           
9.    Beijinhos no ar
10.    Massagem no peito
11.    Pratique na mão
12.    Beijo selinho doce seco   
13.    Molhar os lábios. Beijo mais molhado, mais pressão,
14.    A boca mais aberta usando a língua e sugando
15.    Passar só a língua
16.    Retirar a língua e beijar com os lábios
17.    Selinho molhado
18.    Só encostando os lábios, sem beijar
19.    Beijinhos suaves
20.    Beijinho de despedida, com muito amor.                   

Incompatibilidade de beijos

Recebi estes dois e-mails:

Caro Sergio,
Gosto muito da minha namorada, porém ela comentou recentemente sobre a incompatibilidade de nossos beijos: o meu é romântico e o ela já é mais afoito e afobado. Percebi que ela está um pouco balançada com essa história da gente  beijar diferente. Eu sempre achei que beijo não se pensa pra dar, que as coisas acontecem, mas agora fiquei em dúvida sobre o que fazer ou falar para ela...Já viu algum caso parecido?

Sergio Savian,
É possível um relacionamento render frutos, ter futuro, quando existem muitas afinidades, mas não acontece aquela famosa química?

A  linguagem corporal não está desconectada de todo o seu ser e o jeito que alguém toca ou beija tem tudo a ver com a maneira desta mesma pessoa se relacionar. Algumas pessoas, por exemplo, podem ir com muita sede ao pote,  querendo ocupar todo o espaço. Ao beijar são muito ansiosos: têm uma língua dominante ou lambuzam o parceiro com muita saliva.

Para outros pode ser que falte agressividade, fazendo um contato  muito chocho. Diga-se de passagem, uma boca rígida sempre vai pertencer a uma pessoa que também é rígida e uma boca mole a uma outra que assim o é. Existe um bom equilíbrio que acontece quando você consegue ter bastante energia sexual, equilibrando-a numa sábia alternância entre movimentos firmes e suaves. Mais que isto é fundamental que os dois saibam se coordenar numa harmônica dança dos corpos.
Conheço muitos casais que tiveram paciência para afinar sua vida sexual, mas para isso tiveram que conversar abertamente sobre o assunto e se dispuseram a mudar também o comportamento.


Namoro sem beijo não tem graça

Chega uma hora que você olha para o seu(sua) parceiro(a) e não sente mais atração, não tem vontade de beijar. O convívio vai dando ao casal uma intimidade familiar, onde não cabe muita sensualidade. Você ama sua mulher, você ama seu namorado, mas a paixão não está mais lá. O que fazer?
Será que está tudo acabado, será que vocês viraram "irmãozinhos"?

A rotina faz isso. A gente perde a sensibilidade quando o estímulo é repetitivo. Por isso mesmo algo precisa ser feito. Você tinha tesão por sua namorada por que ela representava um mistério. Você queria desvendá-la, queria conhecê-la melhor. Mas agora que vocês se vêm a toda hora, dá a impressão que não tem mais novidade nenhuma.
Para recuperar o tesão cada um dos parceiros precisa estar sempre "se chacoalhando", fazendo coisas novas, inventando moda. Assim você surpreende o outro, você traz para a relação elementos novos, conta histórias.

Viajar também pode ser muito bom. Você muda de ares, dá impressão de que vocês são um novo casal. Além disso, se você vai para perto da natureza, pode se abastecer de energia vital e isso faz uma grande diferença na hora do namoro. Você já percebeu que quando vai para a praia fica mais excitado(a)?
Dedicar-se à arte também é um bom caminho. A expressão artística amplia sua vida, colore sua existência. E você pode compartilhar suas criações com seu(sua) parceiro(a). Isso aproxima o casal.

Tocar em assuntos complicados também traz à tona muitos sentimentos que estavam amortecidos. Às vezes, uma boa briga, lavando a roupa suja, é  o que o casal precisa para revitalizar o amor. São muitos os ressentimentos que ficam mal resolvidos e isso mina o namoro.  Depois de uma explosão, quando os dois falam tudo o que estava guardado dentro do peito, a energia volta a circular e é bem provável que depois vocês tenham um encontro que há tempo não tinham.
Observe um casal brigando. No auge da discussão dizem que vão se separar e daqui a pouco já estão dando um bom malho, como nos velhos tempos. O que aconteceu? Com a possibilidade de separar-se cada um pôde se sentir de novo como um indivíduo. Saíram do nós e conseguiram  ver o outro de novo como alguém que provoca desejo.
Mas, quer ver algo que realmente faz a diferença? - a meditação. Quando meditamos, fazemos uma verdadeira faxina na alma. A sensibilidade vem à flor da pele e assim o beijo volta a fazer sentido. E a vida fica muito melhor. Se o casal coloca a meditação nas suas vidas, o namoro pode ser recuperado mais facilmente. É possível meditar no beijo, entregando-se novamente. Vale a pena, mesmo porque, namoro sem beijo é como macarronada sem queijo.

Texto de Sergio Savian
http://www.sergiosavian.com.br

 

 

 

 

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Novos Vídeos