BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Cidades Gerais Ato de professores em greve fecha rodovia entre Piracicaba e Americana

Ato de professores em greve fecha rodovia entre Piracicaba e Americana

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

grevepro

Uma manifestação de professores da rede estadual bloqueou um dos sentidos da Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), no trecho que liga Piracicaba (SP) a Americana (SP). Pelo menos 40 docentes participaram do protesto, na tarde desta terça-feira (14), que pede reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Os professores da rede estadual estão em greve desde o dia 13 de março.

A manifestação terminou por volta das 16h e a pista foi liberada. Cerca de 30 policiais, entre militares e rodoviários, além de agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), acompanharam a manifestação. Por conta do ato, um congestionamento de 1 km se formou no acesso à Rodovia do Açúcar (SP-308).

O professor de uma escola estadual do município Moisés Bortoletto afirmou que a categoria não vai abrir mão do reajuste salarial. “Esperamos que os nossos salários se equiparem com o de outros professores, inclusive de nível superior. É por isso que a nossa busca pelo reajuste vai continuar”, disse.

O diretor da subsede de Piracicaba do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Fábio Leinsmman, explica que fechar a rodovia Luiz de Queiroz é uma forma de conscientizar a população que passa na rua. “Queremos chamar a atenção de pessoas que estão passando pela rua e que ainda não sabem que está tendo greve dos professores”.

Aumento salarial
A categoria pede um reajuste de 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior, rumo ao piso do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística para Estudos Socioeconômicos), com jornada de 20 horas semanais de trabalho. Os professores também criticam o fechamento de classes e as salas superlotadas.

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação afirmou que existem 600 professores eventuais, em Piracicaba, que devem ser acionados pelas escolas para substituir faltas. A pasta informa ainda que "ao contrário do que o sindicato prega enganosamente, a valorização dos professores tem sido foco da gestão. Os docentes garantiram, ao longo de quatro anos, um aumento de 45% em seus salários. O último reajuste se deu há oito meses. Além disso, será pago apenas em 2015 R$ 1 bilhão em bônus por mérito".

Por fim, a secretaria, "os dados oficiais, baseados no cadastro funcional e não em estimativas aleatórias do sindicato, apontam que o índice de comparecimento da última semana foi de 91%, o que mostra que a ampla maioria dos docentes está comprometida com as atividades escolares e pedagógicas". (EPTV)

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos