BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Notícias Itápolis Dengue - Em Itápolis número de casos subiu para 110

Dengue - Em Itápolis número de casos subiu para 110

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

dengue233

O Controle de Vetores, departamento da Secretaria Municipal de Saúde, que trabalha no combate a dengue na cidade tem desenvolvido várias frentes de trabalho buscando impedir o avanço dos casos da doença em Itápolis, mas, é preciso que a população entre nesta batalha, em parceria com a Prefeitura, permitindo que os agentes entrem em suas residências para prestar as orientações necessárias e que cada cidadão esteja atento ao seu quintal para identificar e eliminar os criadouros do Aedes aegypti.

Itápolis já registra hoje 110 casos confirmados de pessoas que contraíram dengue, sendo 106 autóctones (contraídos dentro do município) e 4 importados. O fato que continua preocupando é que dos 110 casos, 56 foram registrados em Tapinas, onde o Controle de Vetores com o apoio da Sucen já realizaram as ações de intensificação de combate em todo o distrito.

Na cidade, os bairros que atualmente apresentam casos de pessoas com dengue são: Jardim São Bendito, 2000, Vitória, do Sol, Santa Izabel, Santo Antônio, Veneza e Primavera. Nestes locais o Controle de Vetores está realizando a aplicação da nebulização e é muito importante que os moradores permitam a entrada da equipe. Atualmente, o inseticida aplicado é diluído em água e quase não se percebe o cheiro, o produto não é mais diluído em óleo. Não há mais motivo para tanta resistência, pois o inseticida não gruda mais, e é preciso que haja mais conscientização por parte da população.

Outra parte da equipe do Controle de Vetores está desenvolvendo ações de bloqueio de criadouros, com a inspeção das residências e orientação aos moradores.

Paralelamente, o Controle de Vetores desenvolve desde o ano 2000 palestras educacionais nas escolas do município e são passadas instruções para os professores da Rede Municipal de Ensino, que orientam os alunos sobre as medidas de combate a dengue. Um projeto intitulado Formação de Agentes Sanitários Mirins, que foi desenvolvido pela Prof. IEC (Informação Educação e Comunicação) Cezilia Palmitesta Mercaldi, já capacitou em Itápolis, nos últimos 10 anos, mais de 2000 alunos que multiplicaram seus conhecimentos sobre a prevenção à dengue para seus familiares, vizinhos e amigos.

As igrejas recebem comunicados, rotineiramente através de ofícios, cartazes e folders sobre a situação da dengue no município encaminhados pelo IEC Controle de Vetores, para também orientarem seus fieis sobre a importância de combateram a dengue.

PREVENÇÃO

Para tomar medidas preventivas e impedir que a dengue chegue até a sua casa, a melhor atitude é combater os focos de acúmulo de água. Esses locais são propícios para a criação e reprodução do mosquito transmissor da dengue.

1 - Mantenha bem tampados: caixas, tonéis e barris de água.

2 - Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.

3 - Não jogue lixo em terrenos baldios.

4 - Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo.

5 - Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje de sua residência.

6 - Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda.

7 - Quando guardar pneus velhos em casa, retire toda a água enxugue com pano e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva.

8 - Limpe as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água.

9 – Lave com água e sabão, os bebedouros de animais. pelo menos duas vezes por semana.

10 - Recipientes utilizados para guardar água, devem serem mantidos muito bem tampados sem nenhuma fresta.

11 - Todo lixo deve ser jogado no lixo e jamais nos quintais.

SINTOMAS DA DENGUE:

Depois da picada do mosquito com o vírus, os sintomas se manifestam normalmente entre o 3º e o 15º dia. Esse período é chamado de incubação. O tempo médio de duração da doença é de cinco a oito dias. Os sintomas são os seguintes:

Dengue Clássica

• Febre alta com início súbito.

• Dor de cabeça.

• Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento deles.

• Perda do paladar e apetite.

• Náuseas e vômitos.

• Tonturas.

• Extremo cansaço.

• Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores.

• Moleza e dor no corpo.

• Muitas dores nos ossos e articulações.

Dengue Hemorrágica

Os sintomas da dengue hemorrágica, no início da doença, são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre, com maior freqüência, quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alarme:

• Dores abdominais fortes e contínuas.

• Vômitos persistentes.

• Pele pálida, fria e úmida.

• Sangramento pelo nariz, boca e gengivas.

• Sonolência, agitação e confusão mental.

• Sede excessiva e boca seca.

• Pulso rápido e fraco.

• Dificuldade respiratória.

• Perda de consciência.

Ao sentir os primeiros sinais dos sintomas procure, com urgência, a UBS mais próxima de sua casa. Pois na dengue hemorrágica, o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória e choque, podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas.

FAÇA A SUA PARTE, PARA VOCÊ NÃO SER A PRÓXIMA VÍTIMA DA DENGUE. A DENGUE PODE MATAR!

Assessoria de Imprensa

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Novos Vídeos