BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Entretenimento Ciência & Saúde Sobe para 43 o número de casos de dengue em Itápolis

JKA

Sobe para 43 o número de casos de dengue em Itápolis

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

Aumentou novamente o número de casos de dengue em Itápolis, registrando 43 confirmações da doença transmitida pelo Aedes aegypti, fato que aponta que, ainda, existem muitos focos na cidade. No ano passado foram registrados 8 positivos, enquanto que só nos primeiros 3 meses de 2019 já temos 35 casos a mais que em todo o ano anterior.

Para eliminar os focos do mosquito, a equipe do Controle de Vetores está fazendo o trabalho de nebulização na Vila Santos e Jardim Iracema nesta semana, de seguirá com a realização do serviço do Jardim 2000.

Quanto ao trabalho preventivo realizado no Jardim do Sol dentro do Projeto “Prefeitura No Seu Bairro”, no último sábado (23), foram visitadas 387 casas e encontrados 22 focos do Aedes. “Passamos toda orientação sobre a importância de evitar os criadouros dentro das casas e quintais. Também levantamos alguns endereços que tinham muitos criadouros no bairro e faremos a notificação nessa semana”, explicou a coordenadora do Controle de Vetores, Bruna Scaramuzza.

➡MULTAS PARA CRIADOUROS
Os proprietários dos locais visitados, onde forem identificados criadouros do mosquito, receberão uma notificação e terão 48 horas para retirar os materiais que acumulam água, de acordo com o que está previsto na Lei Municipal 2.637/2010. Caso a destinação correta, em local adequado, não seja providenciada neste prazo, a Prefeitura de Itápolis tomará as medidas cabíveis, realizando o recolhimento e multando o morador.

Para imóveis particulares a multa pode variar de R$ 109,55 a R$ 438,20, dependendo de uma classificação que considera como leve, moderada, grave ou gravíssima a situação de cada criadouro. Já para empresas, a multa é maior e varia entre R$ 328,65 a R$ 2.191,00 por cada criadouro encontrado.

Por exemplo, se um local tiver 35 focos (locais ou objetos onde o mosquito pode se proliferar, por causa do acúmulo de água), se a multa fosse aplicada a partir do valor mínimo contabilizaria R$ 3.834,25, porém, se os focos fossem caracterizados pelo valor máximo previsto na lei, o valor subiria para R$ 15.337,00. Lembrando que a multa pode ser aplicada novamente, se os focos do Aedes não forem eliminados e, a cada novo não cumprimento será gerada uma nova multa.

➡REGISTRO DE DENGUE
Não se esqueça de comunicar uma UBS (Unidade Básica de Saúde) se tiver sintomas da dengue, mesmo que tenha passado por atendimento particular ou no Pronto Socorro, porque com base nestes registros é que o Controle de Vetores planeja sua rotina. Quando um caso de dengue é anotado, as equipes fazem o trabalho de combate ao mosquito no entorno da residência, trabalho e escola da pessoa que está com a doença.

➡PERMITA QUE AS EQUIPES ENTREM EM SUA CASA
A importância de itapolitano colaborar com o trabalho da Secretaria de Saúde em seu próprio benefício é essencial:
✔ eliminando os locais e recipientes onde possa acumular água e o mosquito se proliferar;
✔ permitindo que as equipes verifiquem seu quintal;
✔ aceitando a nebulização para matar o mosquito adulto, realizada com o inseticida que agora é sem óleo e não gruda porque é à base de água.
▶Não tem outro jeito: para vencer a batalha, a arma mais eficaz é a prevenção!
Entre nessa luta com a Prefeitura de Itápolis!
Imprensa Prefeitura de Itápolis

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos