BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Agrícolas Produtores rurais de Itápolis apostam em estufas para otimizar safra

Produtores rurais de Itápolis apostam em estufas para otimizar safra

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

itapolis

Valdecir Fernandes construiu a primeira estufa há seis anos em Itápolis. Tudo começou depois que ele abandonou o cultivo da laranja. Hoje, o produtor tem cinco estruturas para produzir pimentões e tomates. A opção é por variedades que possam ser mais rentáveis.

Ele tomou vários cuidados na hora de investir. O primeiro foi escolher um terreno plano e voltado para o Sol para ter uma boa luminosidade.

Como no interior paulista faz calor na maior parte do ano, o modelo escolhido foi o em "arco geminado", que garante maior conforto térmico. Valdecir diz que o ideal é que a estufa tenha em torno de 1.000 m² e um pé direito de cinco metros. Isso facilita controlar a temperatura.

A estrutura conta com telas vazadas para que o ar circule. A temperatura fica em torno de cinco a seis graus a mais do que na parte externa.

Uma estufa como a de Valdecir tem um custo de cerca de R$ 70 mil, já com a irrigação e injeção de adubo, que é controlada por uma casa de máquinas. O investimento pode ser feito com financiamento do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf), que tem juros mais baixos e que pode ser pago em até 10 anos.

Enquanto as estufas antigas ainda têm base de madeira, as novas já recebem estruturas metálicas, que duram mais. Valdecir explica que é preciso fazer tudo certo, porque o investimento é alto, exigindo assim uma alta produtividade por planta.

Reginaldo Cezar Pasquini foi um dos primeiros a conseguir o financiamento do Pronaf em Itápolis. Ele aumentou o investimento ao longo do tempo e já soma 3,5 mil metros de estufas para o cultivo.

Para ele, outra vantagem do financiamento é o seguro, que ajuda na manutenção depois que a construção está pronta, principalmente se houver prejuízo com temporais.

O engenheiro agrônomo Sílvio Carlos Pereira dos Santos diz que a única forma de reduzir custos é investindo em tecnologia. Ele lembra que o gasto pode até ser maior, mas que o retorno compensa.(TvTem)

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos