Colors: Blue Color

Alterações aprovadas na Câmara flexibilizam Código Florestal e diminuem área que proprietários rurais precisam recuperar. Presidente do Senado, entretanto, afirma que não colocará medidas em votação

desmata

A bancada ruralista deu, nesta quarta-feira, uma importante demonstração de articulação na Câmara dos Deputados que pode resultar no aumento da área desmatada no Brasil. Os parlamentares do grupo conseguiram transformar uma medida provisória da gestão Michel Temer, que entrou em votação nesta semana, em um ataque preciso ao Código Florestal brasileiro. Inseriram no texto principal 30 emendas novas que flexibilizam as regras do Código e podem permitir o desmatamento em até 5 milhões de hectares de floresta, além de atrasar o reflorestamento de outros quatro milhões, segundo cálculos de parlamentares que se opõem a ela. "É uma área total equivalente ao tamanho de Portugal", afirmou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), em sua conta no Twitter. A Frente Parlamentar da Agropecuária, porém, nega essa informação. Por meio de nota, afirmam que a emenda "fortalece a aplicação do Código Florestal e evita interpretações diversas por parte do Poder Judiciário em relação aos marcos temporais para a recomposição das áreas de preservação".

Além da lotação na temporada de 2019, a falta de experiência de muitos alpinistas contribui para o aumento das mortes na maior montanha do mundo

alpinista

Waldemar Niclevicz chegou ao cume da montanha himalaia em 1995: 'Houve um boom da comercialização do Everest desde a década de 1990'. (Mozart Catão/Arquivo pessoal)

Na atual temporada, onze pessoas morreram na escalada do Monte Everest. A missão de chegar ao topo da montanha mais alta do mundo é conhecida como uma das mais inóspitas e arriscadas. Mas, nos últimos seis anos, não houve maior número de vítimas fatais. As mortes são atribuídas à superlotação na etapa final da subida e à falta de experiência de muitos dos alpinistas.

Ao todo, haverá uma redução de 21,63% na verba de R$ 55 milhões destinada ao trabalho de recuperação por emenda da bancada fluminense.

museu

O Museu Nacional destruído pelas chamas no último dia 2 de setembro. — Foto: Ricardo Moraes/Reuters

O contingenciamento orçamentário anunciado pelo Governo Federal para a Educação vai atingir verbas destinadas à reconstrução do Museu Nacional, destruído por um incêndio em 2 de setembro do ano passado. É o que mostra um levantamento feito pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

policia

Antonia Urrejola é relatora para o Brasil na CIDH (Comissão Interamericana de Direitos Humanos) da OEA (Organização dos Estados Americanos) (Divulgação)

“Um país que tem chamado a atenção da CIDH de maneira prioritária em matéria de segurança cidadã é o Brasil”. É assim que Antonia Urrejola, relatora para o Brasil da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), define a situação de segurança pública vivida pelo país.

desfile

O evento "Adoção na Passarela" foi alvo de críticas na internet; em um shopping de Cuiabá, crianças e adolescentes de 4 a 17 anos aptos a serem adotados participam de um desfile Foto: Divulgação

Na quarta-feira (22), o evento " Adoção na Passarela" causou comoção pelo Brasil. Em um shopping de Cuiabá, crianças e adolescentes de 4 a 17 anos aptos a serem adotados participam de um desfile . O evento foi alvo de críticas na internet, com pessoas dizendo que as crianças "não são produtos", que "faltou bom senso" e que "parecia uma feira de adoção de animais".

armas

O governo federal publicou hoje (22) novo decreto que altera regras do Decreto nº 9.785, de 7 de maio de 2019, que trata da aquisição, cadastro, registro, posse, porte e comercialização de armas de fogo no país. Em nota, o Palácio do Planalto informou que as mudanças foram determinadas pelo presidente Jair Bolsonaro “a partir dos questionamentos feitos perante o Poder Judiciário, no âmbito do Poder Legislativo e pela sociedade em geral”.

Em 1985, elas representavam 47% da área de floresta natural do bioma; hoje, o índice chega a 53%. No Pará, entorno da Floresta Nacional do Tapajós vive pressão da soja e pecuária.

floresta

Áreas protegidas na Amazônia perderam o equivalente a seis cidades de São Paulo em vegetação em três décadas. Foram 953 mil hectares desmatados em unidades de Conservação (UCs), terras indígenas (TIs) e quilombolas que deveriam ter permanecido integralmente preservados.

caminh

Na véspera do aniversário que marcará um ano desde a última greve dos caminhoneiros, que paralisou o país no dia 21 de maio de 2018, a Petrobras irá lançar nesta segunda-feira, 20, um novo mecanismo para a compra de combustível atendendo à demanda de caminhoneiros que reclamam dos reajustes constantes praticados pela petroleira. O cartão pré-pago lançado em caráter de teste nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, permitirá a conversão de dinheiro em litros de diesel, reduzindo o impacto das altas do combustível.

damares

A ministra Damares Alves é a estrela mais vistosa da constelação de evangélicos do universo político. Há alguns dias, ela se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro para discutir seu futuro. Depois de fazer um balanço das atividades do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares comunicou que vai deixar o cargo. Alega que está cansada e precisa cuidar da saúde, que anda debilitada.