Colors: Blue Color

saof

Os rejeitos de minério de ferro da Barragem 1 da Mina Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais, “chegarão até a Bacia do Rio São Francisco de qualquer forma”. A afirmação foi dada pelo geólogo e professor doutor em Geografia Física da Universidade Federal do Ceará (UFC), Jeovah Meireles, em entrevista exclusiva à Agência Eco Nordeste. A barragem, que pertence à mineradora brasileira Vale, rompeu no início da tarde desta sexta-feira (25), deixando, a princípio, cerca de 400 funcionários desaparecidos, casas soterradas, além de destruição da fauna e da flora da região.

Sem Título-5

Em um dos locais mais simbólicos da tragédia de Brumadinho – onde o pontilhão da ferrovia sobre o Córrego do Feijão foi rompido ao meio pela força da onda de lama de rejeitos da Vale e o que restou é uma terra arrasada que mais lembra um cenário de guerra –, os passarinhos ainda cantam. Ali já não existem mais peixes. Nas bordas tampouco se sentem os insetos. Mas quatro, cinco, meia dúzia de espécies de aves – encarapitadas na mata que testemunhou o desastre – ainda catarolam como se a natureza não tivesse sido alterada.

Águas do Rio Paraopeba, que corta a cidade mineira, apresentam riscos à saúde humana e animal; lama desce a uma velocidade de 1km/h

brumadinho

As águas do Rio Paraopeba, que corta Brumadinho, apresentam riscos à saúde humana e animal. É o que aponta um comunicado conjunto das Secretarias de Estado de Saúde, do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais divulgado na noite desta quarta-feira, 30.

israel

A missão israelense que vai ajudar nas buscas por vítimas da tragédia de Brumadinho,na Região Metropolitana de Belo Horizonte, chegou na cidade por volta das 13h desta segunda-feira. O comboio com os militares foi levado para a Faculdade Asa, onde está instalado o Centro de Comando. Aproximadamente 120 militares foram deslocados, em seguida, para a zona quente, junto com equipamentos.

f8b2df37cba3f30c7275487b795ca7d0

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão comprar até quatro armas de fogo para guardar em casa. O texto regulamenta o registro, a posse e a comercialização de armas de fogo e munição no país, uma das principais promessas de campanha de Bolsonaro.

35e5cb4d19d8ff2a66c28c94db2e21b142b7c230

A supermodelo brasileira Gisele Bundchen durante reunião do Pacto Global pelo Ambiente na sede da ONU em Nova York, em setembro de 2017

A supermodelo brasileira Gisele Bündchen defendeu nesta quarta-feira (16) sua trajetória de mais de doze anos como ativista ambiental e mostrou sua "surpresa" diante das críticas da nova ministra da Agricultura, que a acusou na segunda-feira de criticar seu país "sem conhecimento de causa".