Na sessão desta terça-feira a Câmara de Itápolis aprovou o projeto do executivo que cria 64 empregos com preenchimento em concurso para o quadro da prefeitura. Ele foi aprovado em segundo turno da mesma forma que na primeira votação: empate no plenário e desempate do presidente a favor.

Os empregos criados são 22 guardas municipais segunda classe, dez agentes de organização escolar, dez secretários de escola, quatro fiscais, três jardineiros, três mecânicos de veículos pesados, três técnicos de suporte em informática, dois nutricionistas, dois lavadores e um cargo de biólogo, marceneiro, fisioterapeuta, padeiro e terapeuta ocupacional.