Pesquisadores no Brasil acreditam que a nova variante do coronavírus identificada no Amazonas pode estar por trás do caos vivido nos últimos dias em Manaus. O sistema de saúde da capital do Amazonas sofre nos últimos dias com a falta de oxigênio, de leitos de UTI e equipamentos para lidar com o forte aumento no número de internações.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quarta-feira que o governo irá enviar um avião à Índia para buscar 2 milhões de doses prontas da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica britânica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford (Reino Unido), que serão entregues pelo Instituto Serum, uma das fabricantes do imunizante.

O médico infectologista Fernando Belissimo, que integra grupos de pesquisa sobre o coronavírus no Hospital das Clínicas (HC) em Ribeirão Preto, disse, nesta terça-feira (12), que os 50,38% de eficácia global obtidos nos testes clínicos da CoronaVac no Brasil são suficientes para reduzir os números de casos e mortes pela Covid-19.

O Procon de São Paulo está alertando consumidores a ficarem atentos a anúncios falsos de vacinas contra a covid-19 que estão circulando em sites de venda pela internet. Após o recebimento de denúncias pelas redes sociais, o órgão realizou uma fiscalização nesta semana em um endereço indicado do site "Farmácia 24 horas". No site, há o anúncio de dez caixas da Coronavac por R$ 98 com entrega grátis para todo o território nacional.

O ano de 2021 começou com sinais de esperança ao brasileiro Douglas Axel Felizardo. Natural de Sertãozinho (SP), ele mora há quatro anos na cidade de Brandywine, no estado de Maryland, nos Estados Unidos. Após contrair a Covid-19 em março do ano passado, teve a oportunidade de receber a primeira dose da vacina contra a doença na sexta-feira (1º), por trabalhar na área de saúde.

A rápida disseminação de uma nova variante do coronavírus levou a mais restrições para tentar combater a pandemia no Reino Unido. Essa nova variante, surgida após mutações, se tornou a forma mais comum do vírus em algumas partes da Inglaterra em questão de meses — e o governo britânico diz que há motivos para acreditar que ela seja bem mais transmissível que outras variantes. Segundo autoridades britânicas de saúde, a nova variante seria 70% mais transmissível.